terça-feira, 27 de novembro de 2012


Terapia Ocupacional é com Terapeuta Ocupacional.


Parece clichê, que ainda precisemos explicar o que é Terapia Ocupacional. Somos confundidos frequentemente com o fisioterapêuta, fisioterapêuta ocupacional e tantos outros nomes.  A T.O é a única profissão com olhar para o funcional.  Nos quatro anos de formação acadêmica, passamos analisando o “fazer” e a vida observando o “detalhe”. Alias, é isso que nos difere de outros profissionais e, por esse motivo, cada paciente é único e sendo assim não existem receitas e sim técnicas para lidar com cada um.

Me perguntam muitas vezes se “trabalhar” é terapia e costumo dizer que a “diferença entre o remédio e o veneno é a dosagem.”  A T.O é a integração entre terapeuta, paciente e atividade. São exercícios específicos, analisados, adaptados e direcionados conforme as dificuldades apresentadas e os objetivos a ser atingido, transformando uma simples ação, em atividade terapêutica. Por este motivo o terapeuta está inserido nas diversas áreas tais como, ortopedia, psiquiatra, neurologia geriatria, gerontologia, pediatria, área social, entre outras.

Na pratica o terapeuta reorganiza o cotidiano humano, ou seja, intervém principalmente nas Atividades de Vida Diária (AVD) e nas Atividades de Vida Pratica (AVP), tais como alimentação, vestuários, higiene, até mesmo nas tarefas simples, como uso da escrita, da tesoura, até mesmo no trabalho e lazer. Imagine você não conseguindo assinar seu próprio nome e o transtorno isso traria. Pois é, o terapeuta ocupacional vem para melhorar a qualidade de vida, incluindo o individuo na sociedade como ser independente e autônomo.

Por esse motivo a Terapia Ocupacional também se inclui na área da Ciência da Saúde. Portanto, quanto necessitar de um profissional desta área lembre-se que “Terapia Ocupacional é só com Terapeuta Ocupacional”.
Foto fonte facebook
 Syomara Cristina Szmidziuk.
Terapeuta Ocupacional, Crefito8 4202 T.O 
Com experiência nos Métodos  Bobath , Baby e Reabilitação dos MMSS – Terapia da Mão

Um comentário:

  1. E seu trabalho Syo, sempre fez a diferença! Belo texto! Jacira

    ResponderExcluir